Pesquisar este blog

6 de mai de 2008

AAAAAAAAtchiiiiiiiiimmmmm... Vitamina C e Cama...

É assim que estou agora; espirrando quase de hora em hora e tenho certeza de que esses espirros vêm em represália as loucas mudanças de temperatura; parece que o planeta Terra endoida de repente e faz com que todo mundo responda também de forma louca, tossindo, espirrando, nariz escorrendo, voz rouca, sem querer sair da cama, cheia de irritação, com vontade de trocar de nariz e de cabeça se vendessem nas farmácias. Assim, do nada, o ar do planeta fica esquisito, o clima fica frio e ao mesmo tempo faz calor. E a temperatura sobe e desce numa gangorra hipnotizante, e o meu nariz vai atrás; e não adianta dizer ao nariz para não dar bola pro tempo. Todo nariz adora cheirar, não tem jeito. Uma coisa de doido!!!

E quando estou assim, eu perco o saco de ir a médicos; eles parecem seres de outro planeta, meio enlouquecidos e perdidos aqui na Terra; quase todos, é claro... Principalmente aqueles que sofrem do famoso mal do “conhecimento entubado”, é como uma virose – lêem tudo, mas não chegam a conclusão alguma – tudo vira uma grande virose.

Então, fui me consultar no oráculo e perguntei ao Mestre Google, o que eu tenho? Magicamente, o oráculo me trouxe uma entrevista brilhante (como tudo nele) do Dr. Dráuzio Varella sobre a diferença entre gripe, rinite alérgica e resfriado. Pronto, me consultei sem sair da frente do computador – eu sei, eu sei, também sofro do vício do computador. Mas um dia eu faço um sério tratamento para isso...

Enfim, agora eu já sei que meu corpo está tendo um resfriado. Aliás, está resfriado desde a última 5ª. Feira; me fez passar o feriadão simplesmente me sentindo um caco... não gosto muito dessa expressão, fico logo imaginando um prato ou um pires quebrado; enfim, a sensação é de que o corpo está desconjuntado. E com isto, a minha cabeça vai atrás do corpo, por mais que eu diga ‘ei, vocês não são gêmeos, e não podem ficar se imitando assim’. Não tenho aquele poder místico de separar corpo da mente, AINDA... mas um dia eu chego lá!

Apesar do resfriado no corpo, no domingo fui até Mazomba para tomar banho de cachoeira; a água estava deliciosamente fria.

Eu não gosto de água fria, mas aquele banho relaxou meu corpo e em parceria com o resfriado deixou meu corpo super relaxado, até hoje, rs... o corpo de desconjuntado passou a ficar molenga. O nariz, este infelizmente, continua desobediente.

Por isso, hoje vou ficar de molho em casa, seguindo o conselho de minha saudosa mãe - lembro que ela repetia o conselho que ouviu a vida inteira sempre que via alguém carregando um resfriado: "você precisa de chá de alho com mel e limão, e muita, muita cama".


Bom início de semana a todos.

0 Comments: